A receita leva peixe (preferencialmente pargo ou corvina), camarão, cebola, tomate, pimentão verde, vermelho e amarelo, leite de coco, azeite, coentro, pimenta e sal. Eu decidi fazer uma das receitas no fim de semana. Mas claro que não achei nenhum dos ingredientes originais da África, assim, de última hora. Decidi então que ia fazer uma combinação com que tinha em mãos. E fiz quase uma moqueca – que lá em Moçambique chama Peixe à Lumbo – e acrescentei  o quiabo, além dos outros legumes da receita. Ficou uma delícia.

 

Ingredientes (para 4 pessoas)

 

  • 1kg de peixe (eles indicam pargo ou corvina)
  • 500g de camarão
  • 350g de cebola
  • 500g de tomates
  • 1 pimentão verde
  • 1 pimentão vermelho
  • 1 pimentão amarelo
  • 1/2 l de leite de coco
  • Azeite ou óleo de amendoim
  • Coentro a gosto
  • Pimenta preta moída a gosto
  • Pimenta de bode ou dedo de moça ou cumari, o importante é ter pimenta
    Sal

 

 

MODO DE PREPARO

 

Compre o peixe limpo em postas ou em filés. Tempere com sal e pimenta preta moída.  Corte os legumes em cubos, menos o quiabo que deve ser fatiado em rodelas não muito finas. Coloque o azeite em uma panela e frite a cebola, o alho amassado com pimenta, depois o tomate e parte dos pimentões. Deixe virar um molho grosso. Em quanto isso prepare o quiabo. O segredo maior para que ele não babe, é não mexer. Isso mesmo, quanto mais misturar e cutucar, mais ele soltará aquela caldo viscoso. Por tanto, não mexa! Aqueça uma frigideira com um fio de azeite e salteie as rodelinha de quiabo até que estejam douradas. Reserve.

Volte ao molho, que a essa altura já deve estar encorpado. Acrescente o resto dos pimentões, o peixe e os camarões. Deixe cozinnhar por  5 minutos, 10 no máximo.

Ps.: O Jogo americano que aparece na foto do topo do post eu ganhei da minha sogra que acaba de chegar da África. Ele é feito pela população de baixa renda vinculada à uma ONG. A venda é revertida para o sustento das famílias.

COMENTAR

Please enter your comment!
Please enter your name here